Programação

  • ASSISTÊNCIA MÉDICA ESPECIALIZADA NA REGIÃO NORDESTE DO BRASIL POR MEIO DE TELEMEDICINA (TELENORDESTE)

    O TeleNordeste é um projeto que faz parte do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (Proadi-SUS), sendo executado pelo Hospital Alemão Oswaldo Cruz, demandado pela Secretaria de Informação e Saúde Digital do Ministério da Saúde, com apoio do Conselho Nacional de Saúde (CONASS), e foi desenvolvido em Sergipe por meio da parceria com a Secretaria de Estado da Saúde de Sergipe (SES), para conectar profissionais da Atenção Primária à Saúde (APS) dos municípios, com médicos especialistas de diversas áreas do Hospital Alemão Oswaldo Cruz para apoio no atendimento de pacientes através das ações de Telessaúde, como a teleinterconsulta e teleconsultoria.

    O projeto é uma proposta inovadora que otimiza o fluxo assistencial, com benefícios tanto para os pacientes, quanto para os profissionais de saúde.

    A teleinterconsulta e a teleconsultoria são modalidades de compartilhamento de cuidado, que ocorrem de forma remota, tendo como objetivos fortalecer o processo de trabalho na Atenção Primária, promover a ampliação e a resolutividade das ações e serviços de forma integrada e planejada, bem como a ampliação da oferta de serviços de atenção especializada.

    Na teleinterconsulta, o profissional da APS, na presença do paciente na UBS, troca informações e opiniões com o médico especialista por meio de tecnologias digitais. A teleconsultoria também funciona com a discussão de caso, porém sem a presença do paciente. Entre as especialidades disponibilizadas no projeto estão: Neurologia adulto e pediátrica; Psiquiatria adulto e pediátrica; Cardiologia; Endocrinologia; Fisiatria; Medicina de Família e Comunidade; Nutrição e Enfermagem.

    Como funciona

    Inicialmente os municípios devem fazer a adesão e responder um questionário. É importante, que o gestor municipal realize uma conversa com seus profissionais para TeleNordeste - HAOC apresentação do projeto, e para isso, pode contar com a equipe do TeleNordeste, de forma virtual.

    Após a adesão, os profissionais devem realizar cadastro e treinamento para uso da plataforma, e assim começar a realizar os agendamentos para teleinterconsultas/teleconsultorias.

    A partir de casos selecionados pelos médicos da APS, os pacientes chegam em horário agendado, para uma consulta, e por uma videochamada, se conectam com o especialista para condução compartilhada do caso, com possibilidade de retornos e/ou discussões com ou sem a presença do paciente.

    As discussões sem o paciente, podem ser feitas no formato assíncrono, ou seja, sem necessidade de agendamento, com respostas em até 72 horas.

    Ainda que o projeto promova um acesso imediato do paciente, o grande legado do projeto é a qualificação dos profissionais da APS. As múltiplas interações com os especialistas ao longo do projeto, permitem um aprendizado no manejo de situações em que geralmente geravam encaminhamentos para atenção especializada. Esse processo formativo garante a sustentabilidade dos ganhos desenvolvidos ao longo do projeto, qualificando dessa forma os encaminhamentos à atenção especializada, otimizando seu acesso para casos de fato necessários, com tendência de diminuição das filas de espera.