Projeto: Gestão para Educação Permanente dos Profissionais da Rede de Atenção às Urgências


Os Serviços de urgências são espaços públicos por excelência e uma responsabilidade direta do Estado, segundo marco legal estabelecido pela Constituição Federal de 1988, que postula que todo cidadão brasileiro é um sujeito de direito junto ao SUS. A atual política procura resgatar esse espaço público, os direitos e deveres de cidadania e do Estado.

Para tanto, é necessária a adoção de estratégias educacionais e promocionais de qualidade de vida que possam evitar as urgências sanitárias e sociais, ao mesmo tempo em que orientam o sentido da atenção e da recuperação máxima da autonomia. É essencial promover a organização racional dos Serviços em sistemas regionais integrados compostos pela Atenção Básica – com as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e as equipes do Programa Saúde da Família (PSF), as Unidades de Pronto Atendimento (UPA 24h) e o conjunto de serviços de urgência 24 horas, os Serviços pré-hospitalares móveis (SAMU 192), os serviços hospitalares de urgência - SHU em hospitais que atendem urgências, com a hospitalização de agudos de várias intensidades de cuidado, serviços pós-hospitalares e reabilitação integral, cuidados mínimos e paliativos, inclusive domiciliares como o Programa Melhor em Casa.

Diante do exposto, os presentes cursos visam à qualificação dos profissionais de saúde, tornando-os capacitados a atender de forma eficaz, oportuna e segura a população nos diferentes contextos do país.

Por tudo isto, esperamos que você, profissional atuante no SUS, tenha uma experiência educacional significativa para o seu desenvolvimento, que contribua diretamente para a melhoria da assistência à saúde oferecida à população e para o fortalecimento do sistema de saúde brasileiro.